O Apocalipse de São João

Sobre a simbologia do livro do Apocalipse:

«Confrontando-se o texto com os evangelhos sinópticos, encontram-se elementos que vêm em auxílio da interpretação do Apocalipse. Assim, em Mateus, Jesus é o rei dos judeus; em Marcos, ele é o servo do Senhor; em Lucas é o filho do homem e, em João, é o filho de Deus. Em Mateus está escrito: eis o teu rei e Cristo é o rei; em Marcos: eis o teu servo, Cristo é o que vai servir; em Lucas: eis o homem e, em João: eis o vosso Deus.

Entretanto, há diferenças: Jesus, para Mateus, veio para cumprir as Escrituras; para Marcos, servir e para dar; para Lucas, buscar e salvar o que estava perdido; para João, revelar o Pai, revelar o Supremo, o Hen Prote. Mateus acha que Jesus revela a sua realeza: para Marcos, Jesus revela o seu poder; para Lucas, a sua graça e para João, a sua glória. Mateus dá ênfase à culpabilidade do clero, aos faríseus culpados, Marcos, à educação dos discípulos (preparar os discípulos para a pregação) Lucas, às necessidades da multidão, o problema social; e João, sobre o coração do homem, ao Cristo dentro de nós. O símbolo principal em Mateus é o leão – símbolo da realeza -; em Marcos, é o boi – símbolo de servir -; em Lucas, é o homem – a humanidade -; em João, a águia – símbolo da divindade. A própria cor varia: em Mateus é a púrpura, símbolo da realeza -; em Marcos é o escarlate, a cor do sangue, do sofrimento -; em Lucas, o linho fino, símbolo pitagórico da perfeição -; em João, o azul, o símbolo do céu, símbolo da penetração profunda. Mateus vai fundar o seu Evangelho no passado, nas escrituras; Cristo é o cumprimento das escrituras; Marcos funda o seu evangelho, no presente, princípio do Evangelho de Jesus Cristo, o filho de Deus; Lucas, no futuro; João, na eternidade.»

Mario Ferreira dos Santos in “O Apocalipse de São João” 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading Facebook Comments ...
%d bloggers like this: