Movimento Abortista no Brasil

Vários actores da rede de TV Globo fizeram o seguinte vídeo relativamente ao feminismo e ao aborto:

Há que lembrar que este país ainda consta da lista – cada vez mais reduzida – de países onde o aborto não é legal. Eu ia comentar, mas o comentário do professor Rafael Falcón já diz tudo:

Atores “globais”, como se diz, usando perucas azuis e almofadas sob os vestidos, fizeram um vídeo de campanha contra o povo brasileiro, que em sua opinião é machista, retrógrado, assassino e sabe Deus mais o quê. Não quero discutir aborto, não; quem defende o genocídio de bebês não merece um dedo de prosa, mas um dedo no cu. Agora, o vídeo dos atores, o vídeo! Quem escreveu aquele roteiro? Quem os vestiu? Quem teve a brilhante idéia de mostrar aqueles homens, que já eram asquerosos normalmente, vestidos de mulher? A propaganda abortista já conheceu dias melhores.

A sabedoria do marqueteiro revela, por exemplo, ao incauto espectador, que “falar de gravidez é tabu… HÁ SÉCULOS”. A expressão da atriz que finaliza essa oração é fantástica: um misto de convicção artificialíssima, daquelas que traem completamente a insegurança da pessoa, e esforço de simular consternação geral, como quem diz “pois é, todos sabemos que é assim”. Mas não é assim, sua anta. Olho pra sua expressão e só penso em responder: cala a boca, Magda.

Os atores da Globo falam ao homem comum, incapaz de criticar o que ouve. É verdade. Mas seu poder consiste na posição que ocupam; na infiltração da bilionária agenda abortista nos meios ditos culturais. Se eles berrassem como macacos e gritassem slogans aleatórios, ainda atingiriam o público da mesma maneira (e não ficou muito longe disso, aliás). O uso dessa influência, e dos milhares de reais necessários para produzir aquele vídeo, com um roteiro que equivale a um artigo da Lola Aronovich, é exposição das próprias vulnerabilidades. O vídeo nos mostra que o abortismo tem fundamentos muito frágeis; mostra onde ele pode ser atacado, e nos convida ao ataque. Aceitemos o convite.

Rafael Falcón in Facebook

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading Facebook Comments ...
%d bloggers like this: