Bem, assim é muito confuso! – Miguel D’Escoto

Primeiro isto:

«Pe. Miguel d’Escoto, hoje com 81 anos, foi ordenado sacerdote católico em 10 de junho de 1961. Ele ajudou a fundar a Orbis Books, publicação teológica da congregação Maryknoll, e se tornou oficial junto ao Conselho Mundial de Igrejas. Durante a década de 1970, d’Escoto se envolveu com política na Nicarágua. Ele integrou a Frente Sandinista de Libertação Nacional, um partido politico que removeu Anastasio Somoza e estabeleceu um governo revolucionário. – Por suas ações políticas contrárias à doutrina da Igreja, seu envolvimento com o governo sandinista e a recusa em abandonar um cargo político (o de ministro do exterior da Nicarágua), incorrendo na violação do seu ministério, Pe. d’Escoto foi suspenso de seus deveres sacerdotais pelo Vaticano.»

Depois isto:
Diz o seguinte a notificação do Vaticano, datada de 1º de agosto de 2014:

«O Santo Padre concedeu seu benevolente assentimento para que Pe. Miguel d’Escoto Brockmann seja absolvido da pena canônica infligida a ele e o confia ao Superior Geral do Instituto [Maryknoll] com o propósito de acompanhá-lo no processo de reintegração do ministério sacerdotal.»

E no fim isto:
Miguel D’Escroto declara:

«O Vaticano pode reduzir todo mundo ao silêncio, então Deus fará as pedras falarem, e as pedras vão transmitir a sua mensagem, mas Deus não fez isso, ele escolheu o maior dos latino-americanos de todos os tempos: Fidel Castro. É através de Fidel Castro que o Espírito Santo nos envia a mensagem. Esta mensagem de Jesus, da necessidade da luta para estabelecer, firmemente e de forma irreversível, o reino de Deus nesta Terra, que é a sua alternativa ao império.»

Caro papa Francisco I, assim é muito confuso!

Já agora, convém também lembrar o que este senhor disse na ONU a 15 de Agosto de 2013:

«Israel merece ser expulsado de la ONU»


Fontes:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading Facebook Comments ...
%d bloggers like this: