A Propósito do dia 25 de Dezembro

O Natal aproxima-se e como é normal as publicações sobre ele também. O Blog Consciente vai desmistificar algumas das teorias à volta deste dia, e esclarecer algumas mentiras que tem sido mantidas mesmo depois de já terem sido desprovadas.

É tido como verdade que o nascimento de Jesus Cristo não foi no dia 25 de Dezembro, que essa data foi escolhida mais tarde pela Igreja Católica por forma a suprimir e substituir o ritual pagão Dies Natalis Solis Invicti (nascimento do sol invencível). É natural que se pensasse assim por duas razões: a) Não existiam documentos contemporâneos a Cristo que corroborassem essa informação; b) A Igreja católica substituiu efetivamente algumas festas pagãs. Mesmo os estudiosos católicos pensavam desta forma logo não havia porque desconfiar.

No ano de 1947 foram encontrados, perto da margem do Mar Morto em Qumran, os manuscritos da seita judaica dos Essénios. O estudo feito a estes pergaminhos mostra que datam de 200 aC a 60 ou 70 dC. Destes manuscritos – escritos em hebraico, aramaico e grego e que coincidem com a Bíblia usada hoje pelos judeus e cristãos – retira-se (entre outras coisas) que Jesus e João Batista não pertenciam à ceita dos Essénios (Como alguns gostam de afirmar).

O professor Talmon Shemaryahu da Universidade Hebraica de Jerusalém estudo criteriosamente estes manuscritos e o calendário judaico dos Jubileus e foi capaz de criar uma ordem cronológica que leva a concluir que o nascimento de Jesus foi dia 25 de Dezembro. Identificou a ordem dos 24 turnos semanais dos sacerdotes no templo durante o período em que tiveram lugar os factos evangélicos. Concluiu então que Zacarias pertencia à casta sacerdotal Abia e que servia duas vezes por ano. É na altura do turno da sua classe que apareceu o Anjo e lhe disse que ira ter um filho chamado João Batista (Lucas 1:13). Assim Talmon confirma que 15 meses após o anúncio a Zacarias, nove meses após a Anunciação à Virgem Maria de Nazaré, seis meses depois do nascimento de João Batista, nasceu Jesus. Ora isto cai mesmo em cima do dia 25 de Dezembro.

Quero deixar um especial agradecimento ao professor Agostino Nobile que inspirou fortemente este artigo e que ajudou a formar a base de conhecimento.

Aqui fica a conclusão de Agostino Nobile sobre este assunto:

“A existência de Jesus, aceite por todos os historiadores sérios, deve levar-nos a viver o dia de Natal reflectindo sobre o extraordinário acontecimento que mudou a história da Humanidade. Os não-crentes, mesmo recusando o aspecto divino da figura de Cristo, não deveriam negar a sua historicidade. E neste momento deveriam interrogar-se como foi possível que, um Homem crucificado, pudesse mudar o mundo mais do que qualquer outra potência militar da história.
Enquanto os crentes deveriam interrogar-se por que o Natal se tornou apenas um apelo ao consumismo e ao divertimento, ao fim e ao cabo uma festa pagã. As palavras de Jesus devem-nos fazer reflectir sobre a nossa soberba, o nosso cinismo, a nossa inveja, e compreender que os interesses pessoais não podem humilhar ou destruir a vida dos outros. O Natal deveria curar as nossas feridas e nos encher de alegria, porque desde que Ele entrou na história, sabemos que nada morre, que há um Juiz, e nada nem ninguém nos pode dar a serenidade que nos dá Jesus Cristo.”

Um feliz Natal para todos os leitores.

  2 comments for “A Propósito do dia 25 de Dezembro

  1. 19/12/2013 at 20:29

    Olá Gilberto. Realmente o espaço Liceu Aristotélico é muito bom! Você está certo, tem muito conteúdo e é enriquecedor. Estive passeando por ele e irei mais vezes; com certeza salvarei nos favoritos rsrs.

    Quanto ao seu post, percebe-se a desvalorização de todo o simbolismo e importância do Natal no Ocidente… até dizem que é plágio ao deus Mitra ou a outros pagão; sabemos que as intenções não é mais erudição histórica e sim defasar o conteúdo intelectual e se puder, espiritual.

    Forte abraço.
    Ezequiel Domingues dos Santos

  2. 24/12/2013 at 01:06

    eu aperfeiçoei o texto que voce leu… volte lá no homem culto.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading Facebook Comments ...
%d bloggers like this: